Socioeducandos do DF fazem provas do Enem

A Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejus) aderiu ao programa do Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob medida socioeducativa (Enem PPL 2020). As provas serão aplicadas nas unidades de internação do Sistema Socioeducativo de todo o DF nesta terça (23) e na quarta-feira (24), de acordo com calendário anunciado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

São 190 inscritos distribuídos em sete unidades de internação: 32 na de Santa Maria, cinco na de São Sebastião, 14 na de Planaltina, 38 na de Saída Sistemática, 27 na de Brazlândia, 68 na do Recanto das Emas e 6 na Unidade de Internação Feminina do Gama.

A titular da Sejus, Marcela Passamani, considera a criação do Enem PPL uma grande conquista para o Sistema Socioeducativo. “Este programa garante aos adolescentes privados de liberdade a possibilidade do ingresso a uma universidade, com benefícios como bolsas de estudos, por exemplo”, destaca. “É uma oportunidade a esses adolescentes, uma condição de dar continuidade a seus estudos, permitindo uma melhor colocação no mercado de trabalho. O acesso à educação é um direito de todos, inclusive para os adolescentes vinculados às unidades de internação”.

Oficinas preparatórias

Foram elaboradas oficinas preparatórias de redação focadas na escrita em diversas unidades, com a abordagem dos critérios avaliativos, a fim de direcionar os adolescentes à assertividade na hora em que forem discorrer sobre possíveis temas na redação do Enem PPL 2020. O nível de dificuldade das provas é o mesmo do exame regular, porém com a particularidade da aplicação dentro das internações.

 Orientação pedagógica

Em cada unidade foi feito o cadastro de um responsável pedagógico, que acompanhou todos os trâmites do adolescente, desde a inscrição no exame ao possível ingresso no curso superior – caso o aluno obtenha nota compatível. A ampliação de unidades participantes, pontua a secretária de Justiça e Cidadania, é um marco da gestão atual e busca possibilitar aos jovens a oportunidade de ascensão ao ensino superior, além da experiência de realizar as provas do Enem.

* Com informações da Sejus