Mauro deve comprar 1,5 milhão de doses de vacina nesta sexta-feira

O governador Mauro Mendes (DEM) revelou há pouco que conseguiu encaminhar um acordo com um laboratório internacional para compra de 1,5 milhão de doses de vacina contra o novo coronavírus. Ele aguarda agora um aval do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para fechar a compra já nesta sexta-feira (18).

Mauro não quis revelar o nome do laboratório, como forma de garantir que não seja ‘atravessado’ por outro interessado e perca a oportunidade de compra. Disse apenas que está “em estágio bem avançado de negociação para comprar vacinas que estão aí sendo usadas no mundo inteiro”.

A negociação com o ministro Pazuello é necessária para garantir que o governo federal não venha a ‘confiscar’ uma eventual carga de vacinas paga com recursos do Estado. Uma situação similar foi vivida no começo da pandemia, envolvendo respiradores de vários estados, o que chegou a descambar para uma disputa judicial resolvida no Supremo Tribunal Federal (STF).

“Estou tentando hoje contato com o ministro para dizer que conseguimos, estamos em tratativas aí razoavelmente avançadas para Mato Grosso comprar 1,5 milhão de vacinas. Eu tenho dito isso a vocês, nós estamos aí há mais de um mês correndo atrás, carta para lá e para cá. Agora, se for para eu comprar para ter que entregar [ao governo federal] e distribuir ao Brasil inteiro, não tem lógica”, disse.

Apesar de temer uma eventual requisição das vacinas, Mauro afirmou que também poderá ajudar o governo federal a adquirir novas doses por meio desse acordo. Disse ainda que poderá até mesmo entregar toda a carga para o Ministério da Saúde, desde que o pagamento seja feito pelo governo federal.

“Tem o seguinte: se alguém conseguir comprar e pode entregar, o governo federal paga e coloca no plano. Se for assim, não tem problema. Vamos colocar esse 1,5 milhão, mas ele paga. Eu não vou pagar para distribuir vacina para todos os brasileiros”, pontuou.

Leia mais em Estadão Mato Grosso