Confiança da indústria brasileira sobe e atinge maior patamar desde 2010

A confiança da indústria voltou a subir em dezembro e atingiu o maior patamar desde maio de 2010, segundo dados divulgados pela FGV (Fundação Getulio Vargas) nesta segunda-feira (28). Segundo a FGV, o ICI (Índice de Confiança da Indústria) avançou 1,8 ponto em dezembro, para 114,9 pontos. Em maio de 2010, o índice marcou 116,1 pontos.

“O Índice de Confiança da Indústria de Transformação encerra o ano com um desempenho surpreendente e muito expressivo”, afirmou a Renata de Mello Franco, economista do Instituto Brasileiro de Economia, da FGV. “No entanto, o resultado do mês confirma a tendência de desaceleração das taxas de crescimento dos indicadores tanto de momento atual quanto das perspectivas futuras”, acrescentou a economista.

De acordo com o levantamento, 12 dos 19 segmentos industriais pesquisados registraram aumento da confiança na leitura de dezembro, e 17 se encontram em nível acima de fevereiro desse ano.

Neste mês, houve melhora das avaliações dos empresários em relação à situação corrente e das expectativas mais otimistas para os próximos três e seis meses. O ISA (Índice de Situação Atual) e IE (Índice de Expectativas) avançaram 1,7 ponto, para 119,9 pontos e 109,6 pontos, respectivamente.

Como o resultado de dezembro, o ISA atingiu o maior valor da série histórica e o IE alcançou o maior patamar desde 2011. “Apesar das expectativas em geral indicarem otimismo, a incerteza elevada, a falta de matérias primas, a elevação de preços e a cautela dos consumidores têm deixado os empresários cautelosos em relação ao segundo trimestre”, disse Renata. (Com Assessoria)