Amapá entra no 4º dia de apagão que atinge 89% da população; postos e supermercados têm filas

O Amapá entra nesta sexta-feira (6) no 4º dia de apagão em 13 dos 16 municípios do estado. Quase 90% da população estão 60 horas sem energia elétrica. Mesmo com o início do trabalho de reparo na subestação atingida por um incêndio na noite de terça-feira (3), ainda não houve restabelecimento do serviço.

O gabinete de crise do governo federal lançou três planos para a recuperar o fornecimento de energia ainda na quinta-feir (5), o que não ocorreu até a última atualização desta reportagem.

Desde as primeiras horas da manhã, os postos de combustíveis que usam geradores para obter energia estão com filas enormes. Ontem, eles foram autorizados a ficarem abertos por 24 horas. Até o momento, não há informações sobre desabastecimento.

As filas também são registradas em supermercados e locais de revenda de água, principalmente na capital Macapá, que concentra 60% da população do estado.

Na quinta-feira (5), a prefeitura decretou estado de calamidade pública em Macapá.

Donos de padarias e supermercados já preveem o prejuízo com alimentos estragados devido a não refrigeração. Além disso, macapaenses vêm ocupando shoppings e aeroporto em busca de energia.

Em alguns bairros da capital – no Centro e Zona Sul – e no município de Santana, na Região Metropolitana, têm energia, devido a serem abastecimentos pelos mesmos circuitos que serviços essenciais como hospitais e o sistema de tratamento de água e esgoto. Mesmo assim, os locais encaram oscilação no serviço.

Apagão começou na terça

O apagão foi resultado de um incêndio em uma subestação de energia na capital, na noite de terça-feira (3).