Governador em exercício do Rio diz que vai manter foco na pandemia

 

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, que assumiu interinamente o governo do estado na sexta-feira (28), marcou uma reunião, ontem, com o secretário de Saúde, Alex Bousquet, para tratar das ações em relação à pandemia de Covid-19. Castro passou a responder pela governadoria depois que o titular, Wilson Witzel, foi afastado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). As informações são da Agência Brasil.

“Não podemos deixar que nada tire nosso foco da pandemia. Saúde é prioridade, por isso, o acompanhamento sistemático para manter nossas ações na capital e no interior. Vamos unir nossos esforços com outras esferas de poder e trabalhar com diálogo e parceria, além de reforçar os instrumentos de controle e transparência”, disse Castro.

Durante a reunião, o secretário apresentou uma mudança nos critérios de notificação dos casos da Covid-19 e informou que houve um aumento no número de testes realizados na população.

Afastamento

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), e a cúpula de sua gestão foram alvos de uma operação da Polícia Federal na manhã desta sexta-feira (28), sob acusação de corrupção em contratos públicos da saúde.

Witzel, que nega todas as acusações, foi afastado do cargo inicialmente por 180 dias por uma decisão do ministro Benedito Gonçalves, do STJ (Superior Tribunal de Justiça). Ele pode permanecer na residência oficial, no Palácio Laranjeiras, mas está impedido de entrar nas dependências do governo e de se comunicar com funcionários públicos.

Com Assessoria