Madonna faz postagem defendendo uso da cloroquina e é censurada pelo Instagram

 

Vale destacar que essas plataformas são bancadas pelos grandes anunciantes globalizados e a indústria farmacêutica é uma delas…daí entendes-se o porque  das sensatas que vão muito além das ideologias…

A cantora Madonna foi censurada na noite desta terça-feira (28) no Instagram e foi acusada pela plataforma de cometer ‘fake news’.

A medida da rede social ocorreu após ela compartilhar um vídeo defendendo o uso da cloroquina no combate da covid-19, doença causada pelo coronavírus, denominado SARS-CoV-2, que apresenta um espectro clínico variando de infecções assintomáticas a quadros graves.

Na legenda da publicação, Madonna diz que já existe uma vacina contra o vírus, e que “já foi aprovada e está disponível há meses”, mas que continuam falando em pesquisas para “deixar ricos mais ricos”.

“A verdade irá nos libertar! Mas algumas pessoas não querem ouvir a verdade. especialmente pessoas no poder que só querem ganhar dinheiro com essa pesquisa arrastada pela vacina, que já foi aprovada e está disponível há meses. Eles preferem deixar o medo no controle e deixar os ricos mais ricos enquanto os pobres e doentes ficam mais doentes”, escreveu a cantora.

A postagem feito por ela traz um vídeo de um discurso da médica Stella Immanuel. O conteúdo viralizou após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, compartilhar nas redes sociais.

Em poucos minutos, o post de Madonna já estava sendo compartilhado no mundo inteiro, mas rapidamente foi classificado pelo Instagram como fake news. Ao detalhar sobre a intervenção, a rede social inseriu alguns links de pesquisas sobre o assunto. Todos os links desmentiram a eficácia da cloroquina no combate da covid-19.

Até o fechamento desta matéria, a cantora Madonna não tinha se pronunciado sobre a censura e acusações feitas pelo Instagram.

Com Agencias