Executivos pedem ao presidente da Câmara dos Deputados para destravar pauta ambiental

Um grupo de executivos do setor privado vai recorrer agora ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para pressionar por uma pauta de desenvolvimento sustentável e contra o desmatamento da Amazônia.Os sete executivos confirmados para uma reunião fazem parte do movimento de líderes do setor empresarial brasileiro, ligado ao Cebds (Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável).

São representantes de grandes companhias, com peso relevante na economia: Domingo Lastra (presidente da ADM); Horácio Lafer Piva (conselheiro da Klabin); Leila Melo (diretora do Banco Itaú); Marcos Matias (presidente da Schneider); Otávio Carvalheira (presidente da Alcoa); Patrícia Audi (vice-presidente do Banco Santander); e Tânia Cosentino (CEO da Microsoft).

Do lado das associações estarão a presidente do Cebds, Marina Grossi, e os presidentes do Ibá (Instituto Brasileiro de Árvores), Paulo Hartung, e da Abag (Associação Brasileira do Agronegócio), Marcello Brito. Na pauta de reivindicações estará o aperfeiçoamento da legislação de regularização fundiária e a proposta de criação de um mercado de carbono no Brasil.

 

“A principal fala dos empresários é que o desmatamento não deve ser mais tolerado. Foi falado muito dos investimentos que a gente pode estar trazendo. Todos frisaram a questão do desmatamento. Por isso acho importante Mourão ter assumido 100% do compromisso contra o desmatamento”, disse Marina Grossi

Da Redação