Economia: prévia da inflação oficial do País aumenta em julho

O IPCA-15 (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15) apresentou variação de 0,30% em julho, após o resultado de 0,02% registrado em junho, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (24) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

No ano, o IPCA-15 acumula alta de 0,67% e, nos últimos 12 meses, de 2,13%, acima da taxa de 1,92% registrada nos 12 meses imediatamente anteriores. Em julho de 2019, a taxa havia sido de 0,09%.

Dos nove grupos de produtos e serviços pesquisados, cinco apresentaram alta em julho, sendo que o maior impacto (0,22 ponto percentual) e a maior variação positiva (1,11%) vieram dos Transportes, que teve alta após quatro meses de quedas. O grupo foi impactado pela alta nos preços dos combustíveis (4,40%).

Após quatro meses consecutivos de baixas, a gasolina subiu 4,47%. O etanol (4,92%), o óleo diesel (2,50%) e o gás veicular (0,01%) também registraram variações positivas.

O segundo maior impacto (0,08 ponto percentual) veio de Habitação, que registrou 0,50% de variação. Também tiveram elevação de preços os Artigos de Residência (0,68%), a Saúde e Cuidados Pessoais (0,40%) e a Comunicação (0,46%).

Já entre as quedas, os destaques foram Vestuário (-0,91%) e Alimentação e Bebidas (-0,13%). Os demais grupos com deflação foram as Despesas Pessoais (-0,23%) e a Educação (-0,07%).

Da Assessoria