STF dá 72h para Planalto entregar vídeo de encontro de ministros com Jair Bolsonaro

 O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, deu prazo de 72 horas para o Planalto apresentar cópia de registros audiovisuais da reunião do presidente Jair Bolsonaro com os ministros do governo no último dia 22 de abril. O decano ainda ordena que o governo preserve a integridade do conteúdo da gravação.O despacho foi expedido na noite de terça-feira e faz parte do inquérito que apura as acusações do ex-ministro Sergio Moro sobre a tentativa de interferência política de Bolsonaro no comando da Polícia Federal.
“Oficie-se, com urgência, em complementação à decisão por mim hoje proferida, ao Excelentíssimo Senhor Ministro de Estado Chefe da Secretaria-Geral e ao Senhor Secretário da Secretaria Especial de Comunicação Social, órgãos da Presidência da República, e, também, ao Senhor Célio Faria Júnior, Assessor-Chefe da Assessoria Especial do Presidente da República, para que encaminhem, no prazo de 72 (setenta e duas) horas, cópia dos registros audiovisuais da reunião realizada entre o Presidente da República, o Vice-Presidente da República, Ministros de Estado e Presidentes de bancos públicos, ocorrida no dia 22/04/2020, no Palácio do Planalto”, diz Celso de Mello no despacho.

Mais cedo, Celso de Mello já tinha autorizado as oitivas com três ministros: Augusto Heleno (GSI), Walter Braga Netto (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretária de Governo).

Da Redação