Planalto passa a centralizar operações no comitê de crise contra coronavírus .Confira outras informações na coluna JPM desta terça-feira((24) 

 CRISE CENTRALIZADA

Mais uma novidade do governo federal. Decreto publicado em edição extra do Diário Oficial da União na manhã desta terça-feira   instituiu o Centro de Coordenação de Operações no comitê de crise do governo federal criado na semana passada para monitorar os impactos do novo coronavírus. O ato foi assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto, que chefia o comitê.

CONTROLE

Conforme informações palacianas,  o centro vai coordenar as operações do governo federal e articular, “com os entes públicos e privados”, ações de enfrentamento da Covid-19 e de seus impactos. Além disso, será responsável pelo monitoramento de ações e pela atualização de Bolsonaro sobre os desdobramentos das situações geradas pela doença no Brasil.

 

DEBATE FORTE

O

Mais uma entidade entra na defesa  do  adiamento das eleições municipais, sob o argumento de que é preciso dar prioridade para o combate ao coronavírus, A Confederação Nacional dos Municípios (CNM), por meio de prefeitos e dirigentes partidários,  passa a pregar também a ideia de realizar a escolha para todos os cargos do país de uma única vez.

SEM OPÇÃO

A proposta envolve, ainda, acabar com a reeleição para o Executivo.O presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Glademir Aroldi, avalia como “inevitável” a suspensão das eleições municipais de outubro, por causa do novo coronavírus. A ideia foi defendida pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e discutida por dirigentes partidários.

REALIDADE CRUEL

Dados da Confederação Nacional dos Municípios.O governo federal tem contas a pagar aos Estados e às Prefeituras, mas foge. Referem-se ao Auxílio Financeiro para Fomento das Exportações e à Lei Kandir. Desde 2018, o Auxílio não é creditado, totalizando 5 bilhões e 850 milhões de reais. A parte dos municípios vai a 1 bilhão e 462 milhões. A isso se somam mais 3 bilhões da Lei Kandir, sendo 764 milhões das prefeituras.

PREVISÃO

O Senado votará ainda hoje a medida provisória que flexibiliza débitos de contribuintes com a União (Contribuinte Legal). A proposta foi aprovada pela Câ, mara na semana passada. Se não for aprovada pelos senadores até quarta-feira, 25, perde a validade.A votação em uma sessão virtual. A MP dá até 70% de desconto no total das dívidas que pessoas físicas e empresas têm junto à União.

 

 

 

OPOSIÇÃO

Nesta terça-feira (24), movimentos e sindicatos farão uma videoconferência para ajustar detalhes da campanha. A ideia é coletar e distribuir alimentos e material de higiene para as pessoas que podem ficar sem fonte de renda com o avanço do coronavírus.

SEM OPORTUNISMO

Segundo os organizadores ,  PT, PSOL e PC do B participam da campanha ao lado de centenas de movimentos que integram as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo. Além dos objetivos humanitários, a estratégia tem como objetivo, segundo dirigentes partidários, evitar que a oposição seja acusada de oportunismo político durante a crise.

BRIGA POLÊMICA
Após ruídos internacionais, o presidente  Jair Bolsonaro, e o presidente da China, Xi Jinping, estiveram  em uma ligação telefônica na manhã de hoje, informou o embaixador do país no Brasil, Yan Wanming.
CRISE
O contato ocorre seis dias depois de uma crise diplomática causada pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).
Recentmente  fez uma publicação, acusando a China de ter escondido informações sobre o início da pandemia do coronavírus.

IRRITAÇÃO

Depois de sofrer duras críticas do Congresso e das redes sociais, Bolsonaro ficou “muito irritado” ao saber que uma redação “equivocada” do artigo 18 da Medida Provisória 927 definiu a suspensão do contrato de trabalho, por até quatro meses, sem pagamento de salário. O relato foi feito por interlocutores do Palácio do Planalto

RIDÍCULO

Totalmente sem noção…O presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, voltou a causar polêmica nas redes sociais ao pedir o fim do isolamento de pessoas devido à pandemia do novo coronavírus. Em sua conta no Twitter, Palmares retuitou uma mensagem do presidente Jair Bolsonaro em que condenava “medidas extremas sem planejamento e racionalidade” que, segundo ele, “podem ser mais nocivas que a própria doença”.

SEM CREDIBILIDADE

Camargo diz em seu post que o isolamento para toda a população “precisa ser imediatamente suspenso” e é “a maior imbecilidade da história da humanidade”. Ele ainda finaliza seu post convocando os brasileiros “ao trabalho”. A Fundação Palmares é uma entidade pública vinculada à Secretaria de Cultura.

MAIS UM

Circula em Brasília, comentários dando conta de que um dos motoristas do presidente Jair Bolsonaro testou positivo para o novo coronavírus. Após dar entrada em um hospital do Distrito Federal com os sintomas da doença, os testes mostram que o funcionário contraiu o vírus.No final da manha,  a informação foi confirmada por fontes da Saúde-DF

AÇÃO DA PF

A Polícia Federal deflagrou, hoje 24/03, atendendo à decisão do Superior Tribunal de Justiça – STJ, a quinta fase da Operação Faroeste cujo objetivo é a desarticulação de possível esquema criminoso voltado à venda de decisões judiciais, por juízes e desembargadores, do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia.

CORRUPÇÃO

Os crimes investigados, além de corrupção ativa e passiva, são lavagem de ativos, evasão de divisas, organização criminosa e tráfico influência.Na manhã de hoje foram cumpridos oito Mandados de Busca e Apreensão nas cidades de Salvador/BA, Mata de São João/BA e Rondonópolis/MT,

ECONOMIA

A carga tributária no Brasil saiu de 22,39 por cento do Produto Interno Bruto, em 1986, para 36,07 por cento em 2018. Mesmo assim, não há governo que diga ser o suficiente.