79% dos brasileiros preveem que a economia será muito afetada pelo coronavírus, aponta pesquisa

Os brasileiros estão incertos sobre a duração da crise provocada pelo avanço do coronavírus, mas a maioria dos trabalhadores prevê que a sua renda diminuirá com a paralisação da economia nos próximos meses, segundo pesquisa realizada pelo Datafolha.

De acordo com o instituto, 79% das pessoas acreditam que a economia brasileira será muito afetada pela propagação da doença; 16% acham que ela será pouco afetada; e somente 3% dizem que a economia não será prejudicada.

Conforme a pesquisa, 50% dos brasileiros preveem que a crise terá efeitos prolongados e 44% acham que os prejuízos econômicos se esgotarão em pouco tempo. As mulheres estão mais pessimistas do que os homens. Entre elas, 53% preveem uma crise econômica longa.

Para 45%, o prejuízo na vida financeira pessoal será passageiro, mas 28% dos entrevistados acham que terão dificuldades por muito tempo. Somente 24% dos entrevistados disseram que não esperam ter prejuízos com a crise econômica.

O Datafolha entrevistou 1.558 pessoas por telefone na semana passada em todo o País. O instituto realizou as entrevistas a distância para evitar o contato pessoal entre pesquisadores e entrevistados.