ARTICULAÇÃO POLÍTICA: Senadores se rebelam contra reforma tributária  proposta pelo governo. Confira outras informações na coluna JPM desta quarta-feira(5)

 DESMOTIVADOS
A coluna está acompanhado o clima de insatisfação  de vários senadores que estão de volta aos  trabalhos legislativos. Os parlamentares  estão polemizando  a questão da reforma  da reforma tributária., divulgada  como prioridade para 2020. Desde o início desta semana, líderes do Senado  se recusam a dar andamento ao tema até que o Executivo diga qual é sua proposta e sente na mesa para negociar. Além disso, descartam uma votação no primeiro semestre
RUÍDOS
O  tom da discórdia diz respeito ao anúncio de uma comissão mista para discutir a proposta só aumentou a insatisfação. Segundo comentários de políticos de plantão,os senadores se sentiram desprestigiados na articulação feita pelos presidentes do Senado e da Câmara com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para debater o texto em um colegiado formado pelas duas Casas. A estratégia foi vista como um movimento para dar prioridade ao texto dos deputados, em detrimento daquele que tramita no Senado.

TIRAS

A propalada  reforma administrativa  deve chegar fatiada ao Congresso Nacional. e deverá ser enviada  ainda  neste  primeiro semestre,. a reforma terá um texto  que define três categorias de servidores públicos, a serem contratados no futuro.

JULGAMENTO

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) tem, nesta quarta-feira (5/2), a primeira sessão de julgamentos do ano, com início previsto para hije a tarde. A sessão deve ser tomada, em grande parte, pela discussão sobre a prescrição de crimes.O primeiro item na pauta de julgamentos  é um recurso contra a rejeição de um habeas corpus pelo ministro Alexandre de Moraes. O caso trata de um homem que foi condenado a cerca de dois anos de prisão por tráfico transnacional de drogas, e depois teve a condenação confirmada na segunda instância da Justiça Federal.

MORDOMIA

O assunto tomou conta do noticiário político daqui de Brasílias. Logo após a abertura simbólica dos trabalhos do Legislativo, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), embarcou em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) para fazer um bate e volta a Macapá, seu reduto eleitoral, onde já trabalha a pré-candidatura a prefeito de seu suplente e irmão, Josiel Alcolumbre (DEM).Davi embarcou com sua esposa, Liana Andrade, policiais legislativos e sua assessora de imprensa, o senador embarcou para participar das celebrações dos 262 anos de Macapá.

 ASPAS DE BOLSONARO

“Na política você tem que ter um pouco de maldade. Na política você entrou num liquidificador. Tem um ator aí batendo nela [Regina], falando palavras impronunciáveis. E não vi ninguém, das feministas e da esquerda festiva que temos, falando nada. [Ele] está massacrando uma senhora que tem um passado aí que nos orgulha a todos”, disse Bolsonaro, em entrevista coletiva na saída do Palácio da Alvorada.

ENTENDIMENTO

Apesar de não citar nominalmente José de Abreu, Bolsonaro se referiu às declarações do ator. Pelo Twitter, o Zé de Abreu chegou a afirmar que iria “desmascarar” a atriz: “Lembra de quantos gays lhe tiraram rugas? Coloriram seus cabelos brancos? Criaram figurinos para esconder suas banhas?”, escreveu

RECADO DE DILMA

Em entrevista à DW na Colômbia, a ex-presidente Dilma Rousseff,  disse que a esquerda brasileira tem uma tarefa pela frente: se aproximar do povo e daqueles que apoiaram a eleição de Jair Bolsonaro.“Nós temos de olhar para os evangélicos, que votaram no Bolsonaro. Nós temos de discutir com aqueles que o defenderam porque acham e acreditam que a questão da segurança no Brasil é a questão central. E nós temos de tratar essa questão”, afirma.

MAIS BAIXAS
Sob pressão no governo Bolsonaro, o ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, demitiu mais dois auxiliares nesta terça-feira, 4. Uma reestruturação deve ser feita na pasta nos próximos dias. Giácomo Trento, secretário especial de Relações Governamentais, e o ex-senador Paulo Baier (PSDB-SC), foram desligados dos seus cargos.É a quarta baixa no Ministério em uma semana

SERA?

Em entrevista ,  o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), líder do governo na Câmara, afirmou que a expectativa inicial é de uma “melhora no ambiente de negócios” do país

PEDIDO DE LULA

A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu à Justiça para adiar um interrogatório marcado para este mês com a justificativa de que o petista pretende viajar ao Vaticano para se encontrar com o papa Francisco.Lula tem depoimento marcado na Justiça Federal de Brasília no dia 11 de fevereiro, na Operação Zelotes,

MAIS UMA

Absurdo!!!A notícia não pode surpreender e segue a rotina: nos primeiros 35 dias deste ano, o governo federal pagou 51 bilhões e 800 milhões de reais para rolar sua dívida. Dinheiro que se destinaria, entre outras rubricas, aos programas de assistência social.

NO CAPRICHO

Os candidatos  nas próximas eleições já receberam determinação  dos assessores com relação as fotos da propaganda eleitoral : pele sem manchas, brilho, marcas de expressão, rugas ou olheiras. Bochechas e pescoço afinados. Cabelo alinhado, sorriso digno de propaganda para pasta de dente e nenhum defeito aparente no formato do rosto.