Ministério avança nas tratativas sobre VLT de Cuiabá e ministro se diz favorável ao modal

Senador Wellington Fagundes articulou audiência com ministro do Desenvolvimento Regional, que acredita que o transporte é “eficiente e sustentável”.

O ministério do Desenvolvimento Regional receberá, no dia 11 de novembro, o relatório final do grupo de trabalho criado pelo órgão, que tem participação da Caixa Econômica Federal e do Governo de Mato Grosso, e debate há 100 dias a questão do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) de Cuiabá.

Com base nesse documento, o Ministério definirá as “melhores ações a serem trabalhadas sobre o assunto”, segundo informou o ministro Gustavo Canuto, durante audiência articulada pelo senador Wellington Fagundes (PL) nesta quarta-feira, 30. O encontro contou com a presença de Vicente Vuolo, coordenador do movimento Pró-VLT.

“Queremos honrar com o dinheiro público e fazer com que haja efetividade. É uma política importantíssima e um investimento robusto que tem que ter resultado. Não adianta o vagão ficar parado; a gente quer ele em cima do trilho transportando pessoas”, adiantou o ministro Canuto.

Para Wellington, o VLT – que já possui veículos comprados, alguns trilhos instalados e financiamento liberado – é uma opção essencial para a população, mas que precisa ser debatida para que, segundo ele, “o dinheiro dos impostos que lá foram investidos se tornem respostas efetivas”.

Juntos pelo Araguaia – O ministro e o senador também trataram do projeto Juntos pelo Araguaia, que abarca a revitalização e recuperação de áreas degradadas em Barra do Garças e região. A iniciativa conta com R$ 100 milhões disponíveis pelo Governo Federal para a recomposição florestal e conservação do solo e da água.

O projeto foi pessoalmente inaugurado pelo presidente da República Jair Bolsonaro, o ministro Canuto e uma comitiva encabeçada por Wellington Fagundes. O ministro afirma que o projeto executivo – no valor de R$ 3 milhões – já está sendo finalizado. “Depois que estiver pronto, caberá ao Ministério do Meio Ambiente financiar os recursos para que o Estado de Mato Grosso e de Goiá executem as ações”, afirmou o gestor.

Porto do Baé – Outro projeto significativo para Barra do Garças, e que também foi tratado na reunião, é a revitalização da Avenida Beira Rio, nas margens do Rio Garças. O ministro Canuto e Wellington anunciaram a liberação de recursos da Superintendência de Desenvolvimento do Centro-Oeste (SUDECO), para reestruturação de três mil metros de parque linear às margens do rio. Serão contempladas obras para pista de caminhada, ciclovia, aparelhos de ginástica, pontos de contemplação, quiosques e pontos de pesca. A avenida passa pelo Porto do Baé, localidade que atrai inúmeros turistas.

“A revitalização não se faz de um dia para o outro. Esse projeto da recuperação e da urbanização das margens do rio Araguaia, do porto do Baé até a praia, é um projeto muito bonito que vai trazer mais lazer e chamará atenção no sentido de preservar o Rio. O ministro esteve lá, junto ao presidente Bolsonaro, e ambos verificaram todos os potenciais da Região. Tenho certeza que os encantou, e que trabalharemos diuturnamente para que toda a região seja beneficiada”, comemorou o senador Wellington.

Da Assessoria

Área de anexos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *