Astrônomos descobrem capacidade dos exoplanetas de sustentar vida até melhor do que a Terra

Os exoplanetas, ou seja, os planetas fora de nosso Sistema Solar, podem possuir vida abundante e ter melhores condições do que as existentes na Terra, revela uma nova pesquisa.

O descobrimento pode ajudar na busca de vida alienígena.

Os cientistas estão buscando oceanos nos exoplanetas que tenham “maior capacidade de sustentar vida abundante e ativa em geral”, disse Stephanie Olson, especialista em geofísica da Universidade de Chicago.

O grupo da investigadora usou um software especial da NASA para criar um modelo de um conjunto de exoplanetas. O objetivo era ver qual teria maior probabilidade de desenvolver e sustentar vida. Isso levou a uma conclusão surpreendente, pois revelou existirem “planetas com padrões de circulação oceânica favoráveis e que poderiam ser mais adequados para suportar vida mais abundante ou mais ativa do que a vida na Terra”, disse Stephanie Olson.

O novo estudo ajudará estender os parâmetros que atualmente estão sendo usados na busca de exoplanetas habitáveis. A pesquisa descobriu que atmosferas mais densas, rotações mais lentas e a presença de continentes originam maiores taxas de crescimento.

“Nem todos os oceanos são igualmente hospitaleiros […] e alguns oceanos serão melhores lugares para viver do que os outros devido aos seus padrões de circulação global”, explica Olson.

Os cientistas estimaram que mais de 35 por cento de todos os exoplanetas hoje conhecidos maiores que a Terra devem ser ricos em água e, por isso, há uma forte possibilidade de que a vida exista lá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *