Após suicídio de adolescente, Instagram anuncia recursos anti bullying

O Instagram anunciou nesta segunda-feira (8) dois novos recursos para evitar o bullying dentro da rede social. A empresa disse que as mudanças na plataforma estão em curso e devem chegar a todos os usuários nas próximas semanas. A ferramenta permitirá que usuários sob ataque online restrinjam as interações com usuários que lhes causam problemas.

A empresa está sob pressão para lidar com o problema do bullying desde que diversos casos vieram à tona, como o suicídio da adolescente britânica Molly Russell, que se matou em 2017, após assistir a um conteúdo relacionado à automutilação e ao suicídio na rede social.
Em maio deste ano, outro caso reabriu a discussão. Uma adolescente na Malásia postou uma pesquisa em sua conta no Instagram perguntando se ela deveria viver ou morrer. Ela se suicidou depois que a maioria de seus seguidores votaram a favor de sua morte. A jovem de 16 anos, que morava no estado de Sarawak, morreu logo depois de postar a pesquisa na rede social, declarou a polícia à época.

Segundo a empresa, “as ferramentas fazem parte dos esforços para dar às pessoas que são alvo de bullying a possibilidade de se defender”. Os novos recursos são:

  • Alerta de comentário: a ferramenta vai utilizar inteligência artificial para notificar pessoas quando o comentário delas pode ser considerado ofensivo, mesmo antes que ele seja publicado. A rede social afirmou que “essa intervenção dá às pessoas a chance de refletir e desfazer seus comentários”.
  • Restringir: o recurso vai permitir que os comentários da pessoa que está praticando bullying fiquem visíveis somente para ela mesma. As pessoas restritas não podem ver quando o usuário está ativo no Instagram ou quando leu as mensagens diretas delas.
Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *