Ministro do STF censura reportagem que liga Dias Tofolli a empreiteira Odebrecht

Por John Macário

 #censuranão

Na manhã desta segunda-feira (15) o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes determinou a retirada imediata de uma reportagem produzida pela revista Crusoé e o site O Antagonista, que faz uma suposta ligação do presidente da corte, Dias Toffoli, com a empreiteira Odebrecht.

A medida de censura veio por conta de uma reportagem da revista que diz que a PF pediu um esclarecimento a Marcelo Odebrecht, que fez acordo de delação, para esclarecer quem seria “um amigo do amigo de meu pai”, citado em um e-mail. Odebrecht teria respondido que seria Dias Toffoli, presidente do STF.

A reportagem alvo da ação do STF foi publicada, segundo a Crusoé, com base em autos da Lava Jato. O vazamento de delações ou supostas afirmações que sequer se tornaram delações tem sido uma prática da Lava Jato desde o início das operações, em 2014. É o que muitos juristas classificam como espetacularização do processo. Até então, os alvos dos vazamentos foram lideranças políticas, em sua maioria do PT.

A revista disse que Moraes determinou ainda que a Policia Federal (PF) intime os responsáveis pelo material a prestar esclarecimentos no prazo de 72 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *