Bolsonaro promete decidir se dia de Vélez é do “fica” ou do “não fica”

O futuro da educação no Brasil e a composição do Poder Executivo brasileiro podem mudar nesta segunda-feira (8/4), com o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro (PSL) sobre a permanência de Ricardo Vélez Rodríguez como ministro da Educação. Em meio a crises que envolvem o Ministério da Educação (MEC) e o chefe da pasta, o presidente afirmou que vai bater o martelo sobre se Vélez fica ou sai.

Ao deixar um almoço com colegas da turma de 1977 do Exército, neste domingo (7), Bolsonaro comentou “amanhã a gente resolve”, quando questionado sobre o futuro da pasta. Na última sexta (5), o presidente soltou que “não está dando certo” com o ministro e que, nesta segunda, iria “decidir se vamos tirar a aliança da mão direita – ou vai para a esquerda ou vai para a gaveta”.

Em outra oportunidade, Bolsonaro confessou que Vélez “não tem tato político” e que “tem problemas” com o assunto. O chefe do Executivo se diz preocupado com o futuro do MEC, por considerar uma das pastas mais importantes ao país. “É educação, né? Tem que dar certo no Brasil, é um dos ministérios mais importantes”, completou.

Na última semana, cresceu a especulação de que o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) poderia ocupar o cargo de ministro. Questionado, Bolsonaro disse que ainda não pensou em um nome para ocupar a posição e brincou que ainda não ficou “viúvo” para pensar no nome da “próxima noiva”.

O último encontro entre Vélez Rodríguez e Bolsonaro ocorreu no dia 29 de março, antes da viagem do presidente a Israel. Apesar de Bolsonaro ter afirmado que só conversaria com o ministro ao retornar da viagem, essa reunião foi marcada às pressas, em meio à crise que se instalou na pasta.

Em sua defesa, Ricardo Vélez negou que vá entregar o cargo e disse que a única coisa “insustentável” é a morte. “Insustentável por quê? A única coisa insustentável é a morte”, declarou.

Da Redação com informações das Agencias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *