Equipe de Guedes não conta com bolsonaristas no apoio à reforma

Da coluna de Mônica Bergarmo, publicada na Folha:

A equipe do ministro Paulo Guedes, da Economia, não tem esperança de contar com grupos que apoiaram Jair Bolsonaro na campanha eleitoral para, agora, propagandear a reforma da Previdência.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, tem feito pressão para que o governo alimente seus seguidores na internet com argumentos favoráveis às mudanças. Defende que a mesma máquina de propaganda usada na eleição de Bolsonaro seja acionada agora.

A equipe de Guedes já recebeu sinais, no entanto, de que grupos majoritariamente bolsonaristas, como policiais civis, militares, federais e rodoviários, resistem à reforma.