MCTIC promove 1º Fórum Nacional de Radiodifusão no dia 21 de fevereiro

O MCTIC – Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações vai reunir os radiodifusores de todo o país para conhecer o panorama atual, identificar os principais desafios do setor, inclusive a revisão do ambiente regulatório. Até o momento, o evento tem mais de 500 inscritos de quase todos os estados.

O objetivo do Fórum é valorizar o diálogo entre o ministério e os representantes das emissoras de rádio e TV comerciais, educativas, comunitárias e consignações da união. A programação inclui painéis sobre os cenários nacional e internacional da TV aberta; o processo de implantação da TV digital no Brasil; migração das rádios AM para a faixa FM; além de um panorama sobre a radiodifusão comercial, educativa e comunitária no país.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Astronauta Marcos Pontes, fará a abertura do evento, juntamente com o secretário de Radiodifusão, Elifas Gurgel. Entre os palestrantes, o jornalista Alexandre Garcia será um dos destaques e vai abordar o tema “Fake News – o Desafio da Comunicação Ética”.

“Respiramos mudanças. Este encontro é de extrema importância para atualizarmos os desafios e reconhecermos as oportunidades do setor. Estou feliz com a agenda e otimista com os resultados que poderemos atingir juntos”, ressalta Marcos Pontes.

Também haverá a participação de representantes de associações de emissoras de rádio e TV do Brasil, como Abert, Abratel e Abraço, além de associações e profissionais ligados às novas tecnologias aplicadas à radiodifusão.

“Durante o evento, queremos ouvir os profissionais da radiodifusão e suas observações sobre as políticas para o setor, as questões de atendimento e como eles enxergam o futuro. Vamos discutir como o ministério pode incentivar cada vez mais a radiodifusão para que ela possa crescer, gerar emprego, renda e melhorar a qualidade de vida das pessoas”, destaca o secretário Elifas Gurgel.

Segundo ele, também serão apresentadas ações que estão sendo formuladas pelo MCTIC. “Essencialmente, vamos utilizar mais as novas tecnologias para dar mais agilidade aos processos dos radiodifusores no ministério, com ênfase na transparência total”, revela Elifas Gurgel.

Fonte: MCTIC

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *