Varejo surpreende e gera viés de alta, mas não eleva projeções para PIB

O crescimento das vendas do varejo em novembro teve forte influência da Black Friday, mas também sugere que o consumo continua se recuperando, ainda que de forma lenta, avaliam economistas ouvidos pelo Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado. Tanto a alta de 2,9% do varejo restrito quanto a expansão de 1,5% do ampliado ficaram acima das medianas das estimativas da pesquisa do Projeções Broadcast, de 0,95% e 0,40%, respectivamente.

O resultado surpreendente levou algumas instituições a elevarem suas expectativas para as vendas varejistas no resultado fechado do ano. A Guide Investimentos, por exemplo, aumentou a projeção para o varejo ampliado, de expansão de 5,4% para 5,6% em 2018.

Contudo, as revisões foram ainda não provocaram alterações nas projeções para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2018 e de 2019.

“Se por um acaso não tivesse vindo bom, a expectativa de alta em torno de 1,5% para o PIB de 2018 teria um viés de baixa”, afirma o economista-chefe do Banco Fator, José Francisco de Lima Gonçalves, que prefere aguardar novos dados de atividade.

Da Redação, com informações da Istoé.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *