EXPECTATIVA: Ibope divulga nova pesquisa de intenção de voto na eleição presidencial na próxima terça-feira(18). Confira outras informações na coluna JPM

EXPECTATIVA

A expectava é grande entre os candidatos à Presidência da República. Vem ai nova pesquisa do Ibope. O levantamento, para avaliar o cenário eleitoral feito a pedido da Rede Globo e do Jornal O Estado de São Paulo, tem previsão de divulgação para a próxima terça-feira, dia 18.Na última pesquisa do instituto, o candidato Jair Bolsonaro (PSL) manteve a primeira posição isolada, com 26% das intenções de voto. Em segundo lugar, emboladas, estavam as candidaturas de Ciro Gomes (PDT), com 11%, Marina Silva (Rede) e Geraldo Alckmin (PSDB), com 9%, e Fernando Haddad (PT), com 8%.O Ibope entrevistará 2.506 pessoas entre os dias 12 e 18. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o código BR-09678/2018.

STF SOB NOVA DIREÇÃO

O novo presidente do Supremo Tribunal Federal(STF, Dias Toffoli pretende aproveitar esse período de transição também no Congresso e no Palácio do Planalto para tentar instituir uma espécie de agenda comum dos Três Poderes. Já na próxima terça-feira 18, ele fará uma primeira reunião com o presidente Michel Temer e os presidentes da Câmara e Senado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (MDB-CE), para começar a discutir pontos em comum que ajudem a eliminar atritos.Além de evitar as guerras externas, Toffoli pretende aparar arestas internas. Ele deve definir um calendário de conversas com os demais ministros para buscar soluções colegiadas. É dessa forma que ele deseja organizar a pauta das sessões do STF. A pauta é uma decisão monocrática do presidente, mas ela gerou diversas controvérsias nos últimos tempos.

MINISTRO CANTA “TEMPO PERDIDO”

Acompanhado de banda e coro dos convidados, o novo presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Dias Toffoli, cantou a canção “Tempo Perdido”, da banda Legião Urbana, na madrugada desta sexta-feira (14), durante a festa em comemoração à sua posse.Em seguida, começou o show do cantor Leo Jaime, que fez o público dançar ao som de hits dos anos 80. O evento foi organizado pela AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), que cobrou dos participantes uma taxa de adesão de R$ 250.Compareceram à festa os ministros do STF Ricardo Lewandowski, Luís Roberto Barroso, Moraes, Fux e Toffoli, o presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), João Otávio de Noronha, e outros juízes, entre eles Rogério Favreto — que, em julho, mandou soltar o ex-presidente Lula durante um plantão no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região).Políticos como o senador José Serra (PSDB-SP), o ex-ministro Luiz Eduardo Cardozo e o presidenciável Henrique Meirelles (MDB) também foram à celebração. Marcaram presença ministros aposentados do Supremo, como Joaquim Barbosa, Ayres Britto e Nelson Jobim, o ex-procurador-geral Roberto Gurgel e advogados de investigados na Operação Lava-Jato, como Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, Pierpaolo Bottini e Ticiano Figueiredo.

LULA PEDE AO STF PARA GRAVAR VÍDEOS

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentou pedido para que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o autorize a gravar áudios e vídeos como apoiador da chapa composta por Fernando Haddad (PT) como candidato a presidente e Manuela D’Ávila (PCdoB) como vice a serem veiculados em propagandas eleitorais.No pedido ao TSE, a defesa destaca que Lula mantém seus direitos políticos, uma vez que ainda não foram encerrados os recursos no processo a que foi condenado, o chamado trânsito em julgado.”Não se pode aceitar que figura de tamanho aporte político seja completamente alijada do processo eleitoral sendo que os seus direitos a liberdade de expressão e comunicação não estão afetados pelo julgamento proferido por este TSE, uma vez que a Lei da Ficha Limpa nada regula sobre estas questões”, disseram os advogados na petição.Os advogados pedem a concessão de uma liminar alegando que a demora do TSE poderia causar prejuízos neste momento da campanha.

TSE NEGA PEDIDO DE MEIRELLES

Apesar da insistência do candidato à presidência Henrique Meirelles (MDB), o Tribunal Superior Eleitoral negou pedido do candidato para ser entrevistado pela Globo. A emissora utiliza o critério de maior intenção de votos adotado pelo Ibope, selecionando os cinco políticos mais bem posicionados para participarem de suas sabatinas.Meirelles afirmou que o critério de maior intenção de voto “configura tratamento preferencial na ausência de motivos que justifiquem tal distinção”. Mas a tese da defesa não foi acatada em um primeiro pedido de liminar negado pelo ministro Sérgio Banhos no dia 31 de agosto e nem no julgamento do mérito, também indeferido pelo Plenário da corte eleitoral.

CAMPANHA IMOBILIZADA

A cúpula da campanha bolsonarista está virtualmente paralisada e às cegas, sem a orientação do presidenciável, que lidera as pesquisas de intenção de voto. A segunda cirurgia no intestino tornou a recuperação de Jair Bolsonaro mais demorada e deixou em suspense a campanha do candidato do PSL à Presidência. . O maior receio é de que uma internação mais longa consolide uma imagem de fragilidade do deputado.Segundo médicos especialistas ouvidos pela reportagem, se não houver complicações, ele só estaria plenamente recuperado em um prazo de 4 a 6 meses.

TOFFOLI AFASTA PROMOTOR

Um dia antes de tomar posse como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e defender a pacíficação no Judiciário e a harmonia entre os Poderes, o ministro Dias Toffoli afastou, em decisão publicada na última quarta-feira (12), o promotor Eduardo Nepomuceno, da 17ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). Eduardo Nepomuceno ficou conhecido por abrir investigações contra políticos famosos no Estado. Recentemente ele reabriu a investigação sobre a construção o aeroporto de Cláudio, suspeito de ter sido feito apenas para benefício pessoal do então governador Aécio Neves (PSDB-MG). O promotor também possui inquéritos abertos envolvendo o governador Fernando Pimentel (PT) e o senador Zezé Perrella (MDB-MG).

VÍDEOS DE CAMPANHA

A enorme rejeição de Jair Bolsonaro (41%, segundo o Ibope) tem preocupado a equipe do capitão reformado. Tanto é que o grupo que cuida da comunicação digital do candidato do PSL à Presidência da República finalizou dois vídeos que serão publicados nas redes sociais, com o objetivo de reduzir esse percentual negativo.De acordo com a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, um dos vídeos é direcionado às mulheres, abordando as polêmicas acerca das diferenças salariais, enquanto o segundo, aos gays, exibe Bolsonaro abraçando a celebridade homossexual Amin Khader.

AYRES AVALIA TOFFOLI

Ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto acredita que o novo presidente da corte, Dias Toffoli, não pautará recursos apresentados pela defesa do ex-presidente Lula sem consultar os demais pares. O ex-ministro falou ao Congresso em Foco minutos antes de acompanhar a posse de Toffoli.Para Ayres Britto, Toffoli vai impor seu estilo aos poucos, e não pautar temas polêmicos “discricionariamente”. “A gente tem, primeiro, de observar o estilo dele. É poder do presidente da Casa pautar os processos para julgamento. Esse ‘empoderamento’ é próprio do cargo de presidente. Vamos ver, aguardar, para ver que estilo. É evidente que o presidente que chega não faz isso discricionariamente. Ele o faz tendo em vista a repercussão maior de determinado processo para a sociedade, como um todo – repercussão quanto ao conteúdo das causas, das teses, o conteúdo econômico, social, político. São balizas para o presidente pautar um julgamento”, declarou.

BASTIDORES

Os cem maiores doadores de campanha que não são candidatos a nenhum cargo nestas eleições injetaram até agora R$ 39 milhões em candidaturas por todo o país, e estão fugindo do financiamento a presidenciáveis.

VIOLÊNCIA

Pesquisa da organização não governamental (ONG) Centro de Liderança Pública (CLP), divulgada nesta sexta-feira (14), aponta que estados brasileiros estão perdendo competividade por causa da violência.É o caso, por exemplo, do Acre, que perdeu oito posições no ranking nacional em decorrência da violência, e agora está na última colocação. Na área de segurança pública, passou de 5º colocado (em 2015) para 20º (em 2018).. Só no Acre, são 1,4 mil quilômetros de fronteiras com a Bolívia e o Peru, os maiores produtores de cocaína do mundo”.As cinco unidades da Federação melhor avaliadas no combate à criminalidade são: São Paulo, Santa Catarina, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul e Rondônia.

STF SOB NOVA DIREÇÃO

O novo presidente do Supremo Tribunal Federal(STF, Dias Toffoli pretende aproveitar esse período de transição também no Congresso e no Palácio do Planalto para tentar instituir uma espécie de agenda comum dos Três Poderes. Já na próxima terça-feira 18, ele fará uma primeira reunião com o presidente Michel Temer e os presidentes da Câmara e Senado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) e Eunício Oliveira (MDB-CE), para começar a discutir pontos em comum que ajudem a eliminar atritos.Além de evitar as guerras externas, Toffoli pretende aparar arestas internas. Ele deve definir um calendário de conversas com os demais ministros para buscar soluções colegiadas. É dessa forma que ele deseja organizar a pauta das sessões do STF. A pauta é uma decisão monocrática do presidente, mas ela gerou diversas controvérsias nos últimos tempos.

AÇÃO DA PF

Policiais federais cumprem hoje (14), no Rio de Janeiro, dois mandados de busca e apreensão nas casas de investigados em esquema de corrupção na Casa da Moeda do Brasil, onde são confeccionadas cédulas do Real.
A Operação Vícios II investiga lavagem de dinheiro e atuação de ex-diretores da estatal em fraude de licitação.Segundo a Polícia Federal, o esquema beneficiou uma empresa privada durante um procedimento licitatório para a compra de equipamentos no valor de R$ 300 milhões.A operação Vícios conta com o apoio da Corregedoria-Geral do Ministério da Fazenda

JUDICIÁRIO RICO

O gasto de todo o Poder Judiciário brasileiro com folha de pagamento cresceu 11% (ou R$ 8,1 bilhões) de 2014, ano que marca o início da crise econômica, a 2017. No mesmo período, a economia do País se retraiu 5,6%. A despesa com salários, benefícios e penduricalhos na Justiça subiu acima da inflação, segundo o relatório Justiça em Números 2018, do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).O documento reúne dados das Justiças Estaduais, Federal, do Trabalho e Militar e dos Tribunais Estaduais, Regionais e Superiores, exceto o STF (Supremo Tribunal Federal). No ano passado, a remuneração custou R$ 82,2 bilhões ao País e bateu recorde. O montante representa 90,5% do Orçamento do Judiciário, distribuído a 448,9 mil funcionários.

MARCHA CONTRA O FEMINICÍDIO

Será realizada no fim da tarde de hoje (14), em Brasília, a Marcha Nem Uma a Menos. A manifestação é contra o feminicídio e todas as formas de violência. A concentração está prevista para as 17h, na Rodoviária do Plano Piloto. Dali, os manifestantes seguirão em passeata até o Palácio do Buriti.

FRASE DO DIA

“Em relação aos temas de uniformização de decisões entre as turmas, como neste caso da cassação de mandato, é importante que o Supremo também defina isso no seu plenário, de tal forma a que se de tranquilidade à Câmara dos Deputados nas decisões relativas a eventuais condenações de parlamentares: quem é que vai decidir a perda de mandato. Ou a mesa ou o plenário”, disse em sua primeira audiência como presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Dias Toffoli nesta sexta-feira (14)