Por 6 votos a 5, STF nega liberdade a Maluf

Por Lucas Lyra

 

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), negou na tarde desta quinta-feira (19), o pedindo da defesa de Paulo Maluf (PP-SP), para que o deputado afastado possa apresentar mais um recurso contra sua condenação por lavagem de dinheiro, proferida em abril do último ano pelo próprio STF.

O placar foi apertado, mas terminou com a derrota de Maluf por 6 a 5. Os ministros Dias Toffoli, Alexandre de Moraes, Lewandowski, Gilmar Mendes e Marco Aurélio de Mello votaram a favor do pedido do ex-parlamentar. Já Rosa Weber, Luiz Fux, Celso de Mello, Cármen Lucia, Luís Roberto Barroso e Edson Fachin votaram contra o recurso.

Atualmente em prisão domiciliar, Maluf deverá continuar a cumprir a pena de 7 anos e 9 meses iniciada em dezembro do ano passado, em regime fechado até o dia 7 deste mês, quando o ministro Dias Toffoli concedeu o benefício ao paulista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *