Grupo de juízes federais ameaça entrar em greve para defender auxilio-moradia

Da Redação

Conforme nota divulgada no Painel, Folha de S. Paulo, nesta quinta-feira(22), a batalha pela manutenção de benefícios pode acabar deflagrando uma greve no Judiciário. Cerca de 100 magistrados federais iniciaram movimento para convencer colegas a iniciar uma paralisação. O grupo ficou revoltado com o fato de a presidente do STF, Cármen Lúcia, ter marcado para 22 de março o julgamento que pode extinguir o auxílio-moradia. A ministra foi acusada de ter sido seletiva: mirou a Justiça Federal, mas ignorou ação sobre penduricalhos de tribunais estaduais.

A diretoria da Associação dos Juízes Federais foi acionada e agora avalia se convoca ou não assembleia para tratar do tema.

A última vez que classe entrou em greve foi em 1999. Na ocasião, reivindicava reajuste.