Ministro do TSE é denunciado por agressão à mulher

Da Redação

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, denunciou nessa terça-feira (14) o ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Admar Gonzaga Neto, por violência doméstica contra a sua esposa, Élida Souza Matos. O caso segue no Supremo Tribunal Federal (STF), onde ministros do TSE possuem foro privilegiado.

Élida denunciou o ministro em junho desse ano, mas fez retratação em seguida. Contudo, a ação prosseguiu no STF, que recebeu em outubro uma manifestação de Admar Gonzaga, na qual ele se defendia. O ministro foi acusado por lesões físicas e agressões verbais, tendo xingado várias vezes sua mulher e, em uma das discussões, despejado enxaguante bucal em Élida antes de empurrá-la.

Admar alegou que não se pronunciará sobre a denúncia antes de analisar a acusação formal de Raquel Dodge. Contudo, permanece negando todas as denúncias, afirmando que jamais ofenderia qualquer mulher, “muito menos àquela que sempre me dirigi como o amor da minha vida”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *