Eleições municipais serão “test drive” para fim das coligações

A Câmara dos Deputados aprovou, na noite desta quarta-feira (20/9), um destaque que prevê o fim das coligações partidárias apenas para as eleições de 2020. O prazo estabelecido pelo substitutivo da relatora da proposta, deputada Shéridan (PSDB-RR), previa 2018 como data para o início das mudanças. Com o destaque, contudo, as alterações nas coligações partidárias estarão vigentes somente nos próximos pleitos do legislativo municipal.

A votação dos projetos da reforma política teve início às 18h30 e deve seguir pela madrugada. A intenção do presidente em exercício da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), é encerrar a análise ainda nas primeiras horas desta quinta (21).Por ser uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC), o texto precisa do apoio de 3/5 dos deputados em dois turnos de votação na Câmara e no Senado.

Mas, para ser apreciada duas vezes nesta madrugada, os deputados deverão votar um requerimento solicitando a quebra do prazo regimental previsto entre as duas votações, conhecido como interstício. Até o momento de publicação desta matéria, o plenário começava a esvaziar, sem que os parlamentares, contudo, tivessem concluído a análise dos destaques da PEC – o que pode frustrar os planos de Ramalho e levar a conclusão dos trabalhos para a manhã de quinta-feira (21).

Com informações do Metrópoles.