Presos, Joesley Batista e Ricardo Saud chegam a Brasília nesta segunda

Delatores da JBS, Joesley Batista e Ricardo Saud entregaram-se à Superintendência da Polícia Federal em São Paulo na tarde deste domingo (10/9). Segundo o advogado criminalista Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay — que assumiu o caso no fim de semana —, os clientes passariam a noite na capital paulista.

Nesta segunda-feira (11), a dupla será transferida para Brasília, onde passará por exame de corpo de delito no Instituto Médico Legal (IML). O defensor não soube informar se, após o procedimento, Joesley e Saud ficarão sob custódia da PF ou se serão transferidos para o Complexo Penitenciário da Papuda.

A prisão temporária ocorreu após o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), acatar pedido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na noite de sexta-feira (8). A solicitação incluía a detenção do ex-procurador da República Marcello Miller, que foi negada por Fachin. A decisão do ministro, tomada sob sigilo ainda na sexta (8), foi tornada pública neste domingo (10).

Batista e Saud omitiram informações que eram obrigados a prestar, segundo o ministro. A prisão se justifica pois os dois fazem parte de uma “organização voltada à prática sistemática de delitos contra a administração pública e lavagem de dinheiro.”

Com informações do Metrópoles. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *