PF encontra suposto esconderijo de propina de Geddel

Por Lucas Lyra

 

A Polícia Federal (PF) deflagrou nesta terça-feira (5) a Operação Tesouro Perdido, que investiga a distribuição de propinas na Caixa Econômica Federal entre 2011 e 2013. Com um mandato de busca e apreensão emitido pela 10ª vara federal em Brasília, a PF chegou até um endereço em Salvador, na Bahia, o qual a corporação acredita que o ex-ministro Geddel Vieira Lima mantinha como depósito de dinheiro proveniente de corrupção.

Nem a PF conseguiu dizer ainda qual valor foi apreendido ao todo, devido ao volume de dinheiro recolhido. “A quantia será levada a um banco para que a instituição faça a contagem das notas e posterior depósito em conta judicial”, afirmou a PF.

A operação é um desdobramento da Operação Catilinárias, que em dezembro de 2015, encontrou na residência do ex-deputado Eduardo Cunha, um celular com trocas de mensagens comprometedoras entre Cunha e Geddel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *