Câmara adia reforma política e aprova projeto que facilita adoções

Da Redação

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC ) 282, que altera o sistema político-eleitoral como  a proibição das coligações para as eleições proporcionais a partir das eleições de 2018 e cria uma cláusula de desempenho para legendas , foi mais uma vez adiada  no plenário da Câmara dos Deputados desta segunda-feira (4).

Sem um consenso entre os deputados, o presidente da República em exercício, deputado Rodrigo Maia, convidou líderes partidários para um jantar na residência oficial da Câmara dos Deputados a fim de reverter o impasse. A finalidade é uma tentativa de acordo entre os parlamentares para retornar a votação da reforma política ainda esta semana.

Apesar de não terem votado a reforma política ontem, os deputados aprovaram um projeto de lei apresentado pelo deputado Augusto Coutinho (SD-PE) que estipula e encurta os prazos para normas previstas no processo de adoção, como citação da família, busca dos pais biológicos, os procedimentos de retirada da tutela em casos de violência e a convivência com a família. O projeto segue para votação no Senado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *