Professores organizam paralisação contra nova lei da aposentadoria

O Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro/DF) convocou docentes e orientadores educacionais para ato público com paralisação nesta terça-feira (5/9) em frente à Câmara Legislativa. De acordo com a categoria, a ideia é pressionar os deputados distritais a votarem contra o Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 122/2017, que estabelece novas diretrizes para a previdência de servidores públicos no DF. A votação da proposta está prevista para o mesmo dia.

m nota, o sindicato acusa os parlamentares de votar o projeto “a toque de caixa” e classifica o PLC como “ameaça aos direitos dos servidores públicos”. O Sinpro/DF ainda anunciou que fará carreatas em diferentes regiões administrativas para divulgar o ato e a posição contrária à proposta, enviada pelo governador Rodrigo Rollemberg à Câmara em 23 de agosto.

O governo conseguiu a aprovação do PLC 122/2017 em três comissões na CLDF. A proposta estabelece o teto do INSS, de R$ 5.531,31, como limite para a aposentadoria complementar de novos funcionários da administração pública do DF. Além disso, o projeto unificaria os dois fundos de pensão públicos existentes hoje com o GDF.

Com informações do Correio Braziliense.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *