Operação Check List apura corrupção na fiscalização do transporte público do DF

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e a Polícia Civil do DF deflagram nesta manhã (01/09) a Operação Check List.

A investigação envolce cobrança de propina por parte de servidores públicos lotados no terminal de vistoria da Subsecretaria de Fiscalização, Auditoria e Controle (Sufisa) da Secretaria de Mobilidade (Semob) para fraudar a vistoria de veículos de transporte coletivo de forma que, mesmo com irregularidades evidentes, os carros eram liberados para transportar passageiros.

A Justiça autorizou a prisão temporária de 14 pessoas. Há também mandados de condução coercitiva.

A investigação é conduzida pela 2ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público (Prodep) e pela Ccordenação de Repressão aos Crimes contra o Consumidor, a Ordem Tributária e a Fraudes (Corf).

Segundo o inquérito, a corrupção ocorria principalmente na aprovação de vistorias de veículos irregulares ou com defeitos de cooperativas e permissionários do transporte rural para liberação do “selo de vistoria” para que possam rodar no DF.

Com informações do Correio Braziliense. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *