Brasília se torna a terceira maior capital do país, com 3 mi de habitantes

Fazendo uma regressão na história da capital federal, seria inimaginável, no começo da década de 1960, uma população de 3.039.444 de habitantes. Cada vez mais desgarrada do cenário bucólico criado por Lucio Costa, a cidade cresceu, ganhou traços de metrópole e ainda vai expandir nos próximos anos. Essas são as conclusões de um levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que calculou o índice populacional mais recente, divulgado ontem. São 469 mil pessoas a mais, em relação ao último Censo Demográfico, em 2010.

Brasília apresentou um crescimento vigoroso. Entre as capitais, a cidade teve o segundo maior: 2,09%. Perdendo apenas para Palmas, que registrou 2,48%. Somos a terceira maior capital do Brasil, atrás de São Paulo (12.106.920) e do Rio de Janeiro (6.520.266). A marca é emblemática. Ultrapassamos Salvador e somamos mais habitantes que a capital baiana (leia Os destaques da capital).

Diferentemente de outras capitais, o DF está expandindo internamente, explica o técnico do IBGE responsável pela pesquisa, Marcio Minamiguchi. “As outras cidades não têm áreas disponíveis. Brasília ganha mais população do que perde. Ou seja, a soma dos nascimentos, dos migrantes, das mortes e do êxodo é positiva para o crescimento populacional”, detalha.

O crescimento da cidade é acelerado, mas, ainda assim, está dentro do esperado pelos especialistas. Brasília deu sinais de que sua população estava aumentando já no começo da década de 1980, quando o IBGE registrou o primeiro milhão de habitantes. Mais de 20 anos depois, o segundo milhão estava completo, no ano 2000. Levaram outros 16 anos para a cidade contabilizar o terceiro milhão.

Informações do Correio Braziliense. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *