Brasil registra queda inesperada do desemprego em maio-julho

O desemprego no Brasil caiu a 12,8% no trimestre encerrado em julho, frente aos 13% no período anterior (abril-junho), segundo dados divulgados nesta quinta-feira pelo IBGE, o que surpreendeu a maioria dos analistas, que apostavam em uma variação nula.

O número de desempregados caiu nesse período de 13,5 milhões a 13,3 milhões, segundo o IBGE.

Este é o quarto recuo consecutivo do índice, que parece indicar que a maior economia latino-americana emerge da pior recessão de sua história.

No período maio-julho de 2016, a taxa de desemprego ficou em 11,6%. Chegou a seu ápice, de 13,7%, no primeiro trimestre deste ano, mas desde então registrou quatro recuos mensais consecutivos.

O dado será sem dúvida muito bem recebido pelo presidente Michel Temer e seu ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, que promovem um severo plano de ajuste para recuperar a confiança dos investidores.

Temer se encontra na China, onde divulga um plano de privatizações de importantes ativos nas áreas de energia, infraestrutura e transportes.

O PIB brasileiro teve no primeiro trimestre deste ano seu primeiro resultado positivo (+1%) em relação ao trimestre anterior, depois de oito períodos consecutivos de contração.

O PIB do segundo trimestre será divulgado na sexta.

A estimativa média de 18 analistas consultados pelo jornal Valor é de um crescimento nulo.

Com informações da Revista IstoÉ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *