Ministério Público do DF denuncia delegado da PF por corrupção

O Ministério Público Federal no DF (MPF-DF) denunciou cinco pessoas investigadas no âmbito da Operação Pardal pelos crimes de corrupção passiva, corrupção ativa e concussão. Deflagrada em abril de 2015, a ação desarticulou uma quadrilha especializada que atuava no comércio irregular de armas de fogo na capital federal. Entre os denunciados está o delegado David Sérvulo Campos, da Polícia Federal no DF.

De acordo com as investigações, o então chefe da Delegacia de Controle de Armas e Produtos Químicos (Deleaq) cobrava vantagens indevidas como contrapartida para a liberação de aquisição e registro de armas de fogo.

Além do delegado, foram denunciados os despachantes Gilson Soares Rocha e Gisele Souza Torres, além do empresário Sérgio Eustáquio Lara Domingues e do delegado aposentado da PF-DF Daniel Gomes Sampaio. As apurações iniciadas pela corporação revelaram a cobrança de comissão de 10% do valor da arma, além de uma “taxa” extra que chegava a R$ 300 por autorização.

Com informações do Metrópoles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *