Programação do Cena alia dança, movimento e artistas do Brasil e da França

Do encontro entre França e Brasil nasceram os dois espetáculos que estreiam hoje (24) e amanhã (25) no Cena Contemporânea. Construídos com base na dança e na música ,Tremor and more e Mutações – Dança e percussão reúnem bailarinos e músicos que se encontraram durante oficinas ou parcerias resultantes de intercâmbios entre os dois países.

Holandês radicado na França, Herman Diephuis ouviu falar de Jorge Ferreira durante uma oficina realizada em Belo Horizonte e uma turnê como parte da programação do Movimento Internacional de Dança (MID), em Brasília. Era outubro de 2016 e uma amiga coreógrafa disse a Diephuis para ficar de olho no bailarino brasileiro. Meses depois, o holandês convidou Jorge para participar de oficinas em Paris. Em pouco tempo, a dupla se reencontrou em Belo Horizonte, desta vez, para criar um trabalho em conjunto.

O resultado é Tremor and more, um solo embalado pela música Nutbush city limits, de Tina Turner, e uma espécie de aventura em direção à autodescoberta. Quando conheceu Ferreira, Diephuis ficou impressionado com a capacidade de mutação do bailarino. “É alguém que compreende muito rapidamente, apesar de eu ter um universo muito diferente. E ele não tem medo. É muito jovem e, em termos de identidade de bailarino, ainda está procurando a si mesmo. Ele pode ter várias faces, masculina, feminina, engraçada, sério. E tem algo como se fosse constituído de várias camadas, com essa capacidade de se transformar, de mudar constantemente”, explica o holandês.

Tremor and more
Com Jorge Ferreira. Coreografia: Herman Diephuis. Hoje, às 19h, no Teatro Funarte Plínio Marcos

Mutações – Dança e percussão
Com Gicia Amorim e Sophie Jégou. Percussão: Thierry Miroglio e Joaquim Abreu. Amanhã, às 21h, na Caixa Cultural

Com informações do Correio Braziliense. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *