PF apura uso de atletas ‘fantasmas’ para desviar verba do Ministério do Esporte

A Polícia Federal investiga uma quadrilha suspeita de inserir dados de atletas “fantasmas” nos sistemas do Ministério do Esporte para desviar recursos do programa Bolsa Atleta. No fim da manhã, a PF detalhou o esquema, que envolvia a criação de nomes de atletas que não existiam no sistema do ministério.

Ao todo, foram autorizados seis mandados de busca e apreensão e seis mandados de condução coercitiva – quando a pessoa é levada para depor – nesta sexta-feira (18). Somente quatro foram cumpridos porque dois alvos não foram encontrados. Todos foram liberados horas depois. As determinações judiciais são da 10ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal.

Em nota, o ministério afirma que a denúncia partiu de investigações internas e que foram encaminhadas à PF.

Com informações do G1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *