Para equilibrar orçamento, GDF deve privatizar e cortar gratificações

Governo do Distrito Federal prepara nova ofensiva para equilibrar as despesas e reduzir o deficit de R$ 1,5 bilhão no orçamento local. A ordem é conter os gastos até dezembro. Para tanto, a equipe econômica tem adentrado madrugadas em reuniões e repassou uma série de sugestões ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB), que já deve anunciar o arrocho na próxima semana. Parcelamento de salários, corte de gratificações, exclusão de cargos e privatizações fazem parte das alternativas em análise pelo chefe do Executivo.

De acordo com interlocutores da cúpula do GDF, embora o governador tenha afirmado reiteradas vezes que a Companhia Energética de Brasília (CEB) e a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) não sofreriam mudanças no modelo administrativo, são fortes as chances de ao menos a CEB ser privatizada ainda nesta gestão.

Com informações do Metrópoles. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *